quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Apostila TRF 1ª Região 2017 - Analista Judiciário - Área: Judiciária

O novo concurso público do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1) já possui edital disponível! O certame oferece 14 vagas imediatas, mais cadastro reserva, para as carreiras de Técnico e Analista Judiciário, de nível médio e superior com remuneração inicial de até R$ 14 mil!
Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), cuja sede está localizada em Brasília e a corte possui jurisdição em 13 estados além do Distrito Federal, são eles: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins. 

- Vol. I:
Conhecimentos Básicos: Língua Portuguesa, Ética no Serviço Público, Legislação Específica, Direito das Pessoas com Deficiência, Raciocínio Analítico, Raciocínio Lógico e Atualidades.
Conhecimentos Específicos: Direito Constitucional e Direito Administrativo.
- Vol. II:
Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Penal e Direito Processual Penal.




Como fazer a inscrição?

O período de inscrições acontece a partir das 10h do dia 13 de setembro e se estende até às 18h do dia 3 de outubro de 2017 (horário oficial de Brasília/DF).
Para participar, os interessados devem acessar o site da banca organizadora Cespe/Cebraspe. O valor das taxas são de R$ 75,00 (nível médio) e R$ 86,00 (nível superior). Membros de família de baixa renda e integrantes do CadÚnico poderão solicitar isenção da taxa, mais informações no edital.

Vagas e salários

A oferta é de 14 vagas imediatas, mais cadastro reserva onde 6.798 candidatos podem fazer parte do cadastro para convocações ao longo do prazo de validade, que será de dois anos, podendo dobrar.
As oportunidades serão para os cargos de Analista e Técnico Judiciários, divididos nas seguintes áreas:
Analista Judiciário – Nível superior – (com salários de R$ 10.461,90)
– AJAJ – Analista Judiciário Área Judiciária (para bacharéis em Direito)
– AJAA – Analista Judiciário Área Administrativa (superior em qualquer área)
– OJAF – Oficial de Justiça Avaliador Federal (para bacharéis em Direito)
Técnico Judiciário – Nível médio – (com salários de R$ 6.376,41)
– TJAA – Técnico Judiciário Área Administrativa (nível médio)
– TJ/Segurança – Técnico Judiciário de Segurança e Transporte (nível médio)
Além das remunerações citadas acima, os servidores recebem ainda gratificação de atividade, no valor de R$ 1.670,43 (podendo variar), auxílio alimentação (R$ 884,00); Auxílio saúde (R$ 215,00) e para cada dependente, bem como para o titular; Auxílio transporte; A depender da idade dos filhos, é possível receber mais um auxílio no valor de R$ 699,00 por mês.
Os valores mencionados estão de acordo com a Lei 13.317, sancionada em junho de 2017, onde são reajustados tanto o salário-base quanto a gratificação de atividade judiciária (GAJ). No topo das carreiras chegará, em 2019, a R$ 11.398,00 e R$ 18.701,00.

Como será a Prova?

A avaliação será por meio de provas objetivas, previstas para o dia 26 de novembro de 2017. As provas serão realizadas nas cidades de Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Boa Vista/RR, Brasília/DF, Cuiabá/MT, Goiânia/GO, Macapá/AP, Manaus/AM, Palmas/TO, Porto Velho/RO, Rio Branco/AC, Salvador/BA, São Luís/MA e Teresina/PI.
Para o nível superior serão compostas por questões de Conhecimentos Gerais e Específicos, além de Redação. Os candidatos a especialidade de taquigrafia realizarão prova prática. Já para os técnicos, serão aplicadas questões de Conhecimentos Gerais e Específicos. Os especialistas em segurança e transporte realizarão exames de capacidade física e os candidatos a especialidade de taquigrafia realizarão prova prática.
Os exames para os cargos de nível superior devem acontecer no turno da manhã, com duração de 4 horas e 30 minutos. Já para nível médio, a duração será de 3 horas e 30 minutos e serão aplicadas no turno da tarde.

Último concurso TRF 1

Como mencionado anteriormente, o último certame aconteceu em 2011, com organização da FCC. Na ocasião, foram 261.974 candidatos inscritos para as vagas de Analista judiciário nas especialidades judiciária e execução de mandados; administrativa; e apoio especializado – contadoria. Para nível médio, as oportunidades foram para as áreas administrativa; operação de computador; e segurança e transporte.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, redação e estudo de caso nas cidades de Rio Branco/AC, Macapá/AP, Salvador/BA, Belo Horizonte/MG e Teresina/PI, conforme opção feita pelo candidato na hora da inscrição.


Nenhum comentário:

Postar um comentário